Pesquisar neste blog e nos da lista

sexta-feira, abril 22, 2011

FHC X LULA, a guerra que não cessa

lula-fhc

Esta semana aconteceu o tuitaço sob a hashtag #OrgulhoFHC, o que chateou uma boa parte dos petistas e lulistas, levando-os a criarem a hashtag #OrgulhoLula, o que levou à contrarresposta #vergonhalula. Enquanto isso, escondida atrás da moita, Dilma e sua equipe econômica tentam evitar o caos econômico preparado pelo seu antecessor.

A “herança bendita” que a então candidata citava vem-se transformando em dupla dor de cabeça para ela e sua equipe econômica: 1. Os números maquiados mostram sua cara sem blush e rimel; 2. Ela não pode culpar o “governo anterior”, embora tenha tentado uma vez, por ela ter sido o principal nome da dita administração e por ter jurado que daria continuidade ao governo que a antecedeu.

Comparou-se o governo de Lula com o de FHC na tentativa, que terminou mostrando-se eficiente, de alavancar a candidatura de Dilma. Com gastos 60% superiores ao de FHC em propaganda em seu último ano de mandato, não foi preciso muito esforço. Sem ética, mascarando a verdade e vilanizando as privatizações, não foi preciso muito esforço do PT para tornar FHC o homem mau e Lula o salvador da pátria e paladino dos pobres e oprimidos.

Em seu último artigo FHC alegou que Lula não tinha porque insultar sua administração uma vez que apenas dera continuidade ao que ele, FHC, fizera. Essa declaração da majestade tucana poderia ser acrescentada, não fosse a humildade, com o “incompetentemente”. De fato, Lula continuara a política econômica de seu antecessor tanto que foi mantido Henrique Meireles nas rédeas da economia, mantendo e ampliando as privatizações (há estudo que mostra que Lula privatizou mais do que FHC, embora a acusação dos tucanos não tenha sido sequer a sombra do que acusaram os petistas, numa demonstração clara que a campanha de Serra fora equivocada, pífia e covarde, ou ética, como preferem os que o acompanharam de perto).

Meireles foi tão importante no comando da economia, que foi só ele passar o cargo para o governo atual começar a desfazer-se em inflação, desvalorização do dólar, aumento do desemprego, déficit comercial e outras mazelas que já assustam os que viveram a era da hiperinflação. Ou por competência o gerenciamento econômico ou na majestade na alteração dos números oficiais, Meireles mostra que FHC ganhou de Lula na sua seleção para comandar o Banco Central. Com FHC e Lula, o continuísta, os índices oficiais ficaram satisfatórios; após sua saída, mostrou-se o desarranjo. Ganha FHC por tê-lo descoberto, ganhou Lula por ter percebido a boa descoberta de FHC, na carona do tucano.

Dilma, que ddia após dia vem-se mostrando perdida e, consequentemente, contraditória, alega, por exemplo, que os direitos humanos são seu principal foco na política externa para, no mesmo discurso, enaltecer os novos rumos do comércio exterior com a China, um dos principais violadores dos direitos humanos no mundo, o país que seqüestra e some com seus opositores, o regime de um partido só. Na economia essa falta de rumo e clareza também se mostram.

Na guerra das hashtags houve petista acusando FHC de ter feito “apenas” o Plano Real. Ao afirmar isso o pobre rapaz é mal intencionado ou não conhece o passado recente de seu país. Quem viveu não esquecerá os tempos em que se acordava com o preço do pão x e ia dormir com o pão custando x + y. Passando por Figueiredo, Sarney e seus fiscais inócuos, Collor e sua única bala, a inflação crescia e engordava, até surgir FHC e sua equipe de intocáveis, no governo Itamar, e matar o bicho utilizando-se de méis heterodoxos, totalmente diferente do aumento regular de juros que Figueiredo e Sarney fizeram e sem o confisco irresponsável e ladrão que Collor fizera na poupança. Contra o aumento de juros ou o Plano Real, o PT empunhava sua bandeira.

Que medida o atual governo comete para evitar a volta galopante da inflação? O inócuo aumento de juros. Sem criatividade ou competência, volta-se à ortodoxia que tanto condenou, fazendo greves, piquetes e manifestações barulhentas.

A história mostrou que aumento de juros não para inflação porque esses juros são repassados para os preços, que aumentam, elevando, consequentemente, a inflação. Do outro lado da corda, no lado fraco, ficam os salários. Aumento de juros engordam a inflação, mesmo diminuindo o consumo. A história ensina, mas petistas, sejam Lulas ou Dilmas, não costumam esforçar-se muito para aprender.

As comparações entre FHC e Lula prometem continuar por muito tempo, mas ela é apenas virtual, à base de hashtags. A comparação real, aquela que vale, só o distanciamento histórico, em 10, 1 anos, comprovará, sem a fantasia das propagandas multimilionárias, o que os mais atentos já sabem: FHC dá um banho em Lula e todo o seu séquito.

 

©Marcos Pontes

10 comentários:

Jéssica Carmo disse...

Acredito que toda essa instabilidade, está sendo criada pelo Ptralhas pra justificar um possível empréstimo no FMI comprometendo cada vez mais o Brasil no seu crescimento, que seria inevitável se fosse governado com políticas econômicas sérias.

Ajuricaba disse...

Um debate entre eles seria o Ó do borogodó, mas é claro que o eneadáctilo jamais se disporá a ser humilhado. Excelente matéria.

@MauroVS disse...

É coisa de torcedores.
Um diversionismo para desviar a atenção do pré-sal e a falta de gasolina, alta da inflação e como disse Jéssica Carmo: "justificar um possível empréstimo no FMI comprometendo cada vez mais o Brasil no seu crescimento".
FHC e Lula são dois nojentos...

@MauroVS disse...

É coisa de torcedores.
Um diversionismo para desviar a atenção do pré-sal e a falta de gasolina, alta da inflação e como disse Jéssica Carmo: "justificar um possível empréstimo no FMI comprometendo cada vez mais o Brasil no seu crescimento".
FHC e Lula são dois nojentos...

Alexandre - Caçador de iMundos disse...

Chegamos onde eu sempre desejei: os efeitos do governo FHC acabaram, agora é o PT andando por suas próprias pernas.
Claro que torci para que isso acabasse já no segundo mandato de Lulla e que o iMundo-mor nõa conseguisse segurar. Mas aconteceu e ele segurou. Como? Com 10 bilhões de reais em publicidade. Efeitos já vinham acontecendo, mas a oposição (?) se calou e deixou que a quadrilha petista continuasse a propagar a mentira.
Agora tá aí. Mantega diz uma coisa num dia, no outro diz outra coisa, em outro diz que nao sabe o que fazer e quer sair correndo para o colo da mãe e por aí vai...
A situação do pais é , sim, o PT andando pelas próprias patas.
Bem feito para o pobrinho que votou na terrorista.

Brasigrega disse...

Não tem nem como comparar... FHC tem classe, competência e educação, três coisas que o outro nem sabe o que é!

TRISTÃO disse...

FHC deveria se poupar. Aos olhos do povão inculto, tudo o que FHC fala reforça o palanque para Lula em 2014.
Entre êles não dialogo possível.

Adao Braga disse...

Marcos, eu só faria uma ressalva neste pedaço do texto:

"Meireles foi tão importante no comando da economia, que foi só ele passar o cargo para o governo atual começar a desfazer-se em inflação, desvalorização do dólar, aumento do desemprego, déficit comercial e outras mazelas que já assustam os que viveram a era da hiperinflação."

Dá ao Meireles um poder, um crédito além. Penso que mesmo se Meireles tivesse sido mantido, a situação estaria na situação atual. O descaminho vem do que ele permitiu fazer no período final do ex.

Ele pulou fora antes do barco virar!

RICARDO disse...

Meu amigo,

O que é bom, muitos tentam copiar! Veja o caso LULA, não entre em choque, LULA agora é palestrante! Será o fim do mundo? Competência, cultura e sabedoria, tudo isto sobra em FHC e LULA, você acha que é sábio, competente e culto?
Agricultura moderna é o resultado do investimento em cultura e pesquisa que, após estadas todos tem acesso. FHC criou os fundamentos da economia para o Brasil ao editar o plano real, as regras de financiamento para a agroindustria, a modernização com financiamentos através do BNDS para pequenas, médias e grandes industrias (o Brasil é um país atualmente tão competitivo quanto os Estados Unidos) e depois de ter feito essa transformação entra lULA, elemento sem ética, rouba do seu antessessor a estabilidade, o crescimento econômico, a gersç~so de empregos, etc. Por tudo isso tenho ORGULHO DE FHC.

Doug disse...

Brother muito bom o texto, nada a acrescentar... meu pai já disse no auge dos seus 80 anos que sentiremos (nós os jovens) o tamanho da cagada que foi elegermos a Dilma(petistas, eu mesmo não...) nos próximos anos... que serão tempos que ele não gostaria de passar novamente.

________________

dá só um a olhada nessas partes:

Dilma, que ddia após dia vem-se mostrando perdida e, consequentemente, contraditória,

e

...A comparação real, aquela que vale, só o distanciamento histórico, em 10, 1 anos,

o resto tá perfeito.