Pesquisar neste blog e nos da lista

terça-feira, dezembro 07, 2010

Cachorro só cheira cachorro

06_PHG_lula_cabral

 

A personalidade fuçadora e inquieta e a ascensão social de Lula podem ter sido motivo de orgulho de Dona Lindu, sua digníssima progenitora, mas seu caráter seria motivo de vergonha, disso ele deu exemplos mil durante esses seus trinta e poucos anos de notoriedade pública.

Este primeiro parágrafo não foi lá uma grande introdução ao tema, então reescrevo-o assim: Cachorro só cheira cu de cachorro. Ficou muito mais deselegante, mas está mais de acordo com a idéia a ser desenvolvida.

Como tenho quase que as mesmas origens pobres e nordestinas do presidente, sei bem que o máximo de convites que recebíamos era para o aniversário do filho da vizinha com bolinho feito em casa e Q-Suco. Se as posses fossem um pouquinho maiores, guaraná.

Como fui um adolescente irresponsável e cheio de rebeldia, com ou sem causa, como foi Lula, penetrei muita festa, fosse por autoafirmação típica da idade, fosse para superar o complexo de rejeição por não ter sido convidado, seja apenas para comer e beber de graça.

Já adulto, muito provavelmente Lula recebia mais convites para churrascão na laje de algum companheiro, casamento de alguém do bairro ou companheiro do sindicato do que para festa de posse da nova diretoria do Corínthians ou da inauguração de alguma galeria de arte e, também provavelmente, penetrou em várias festas com os amigos da 51.

Hoje recebi um e-mail do blogueiro, tuiteiro e amigo admirado, Ery Roberto (@eryroberto ) em que dizia que ele ouvira pela CBN que 200 pessoas haviam entrado via carteiradas na festa da CBF, no Teatro Municipal do Rio, em que foram premiados os melhores times, torcidas, jogadores, técnicos e árbitros do campeonato brasileiro, fazendo com que vários convidados fossem barrados.

Saí em busca de notícias a respeito e tudo o que encontrei foi um artigo no Terra. Mais uma vez a imprensa comprada falhou. Aliás, quem noticiou o tumulto, culpou a CBF e seu cerimonial.

Assisti a alguns trechos da solenidade e percebi a superlotação das galerias, mas não imaginava que o motivo fora a entrada dos amigos do rei. Gente do mesmo caráter defeituoso do líder que forçaram a entrada, deixando de fora, por motivo de segurança, convidados de fato. Até o capitão do Corinthians, time terceiro colocado, e que deveria receber o troféu de bronze, fora barrado e mandado de volta para casa.

Lula pode ter deixado a pobreza, mas a pobreza de espírito não o abandonou e, pelo visto, continua se fazendo acompanhar por seus iguais. Legalmente, o que ocorreu poderia ser classificado como tráfico de influência por parte de seus companheiros. E me pergunto que multidão seria essas, quais seriam os 200 que se convidaram, deixando de fora quem deveria estar dentro.

A imprensa, mais uma vez, falhou ao não procurar a origem da bagunça, sobrando para a CBF o ônus.

Se num simples evento futebolístico as portas são derrubadas por amigos de Lula, fico me perguntando quantas portas e leis não são derrubadas em eventos em que os participantes catam cargos, comissões e dinheiro público? Quanta dessa gente não trata o país como uma festinha de bolo caseiro e Q-Suco e se apossa dele sem licença e sem convite? Quão grande não deve ser a participação do presidente no arrombamento de festas, seja por omissão, seja por cumplicidade permitida?

 

©Marcos Pontes

12 comentários:

rsrmarques disse...

Pois é amigo! O que era para ser uma festa virou uma baixaria como nunca antes na estória desse pais! Sorte que os cérebros da seleção de 70 evitaram o constrangimento

ZazaSampaio disse...

Que coisa seu Marcos !
Quanto mais se sabe das deliciosas histórias de bastidores mais aumenta o nojo e a certeza de que estes tempos ficarão conhecidos na história futura como a era da mediocridade. O retratim de Lula e Sergio Cabral namorando nas frisas do Municipal não tem preço.
abraços de sempre, ZazaSampaio.

Rita de Cássia disse...

Tudo nesta festa, neste campeonato brasileiro de 2010, me cheirou a marmelada.
Agora mais esta?
Este Sr. Lula continua um adolescente tresloucado, que rompe limites, barreiras, leis e tudo o mais. Ele se acha o dono do mundo;
o Brasil é apenas um detalhe.
E todo o resto do país que aguente esta casa da Mãe Joana. Aff!!!

Raquel Nepomuceno disse...

Uma parte do teto do teatro caiu logo após o evento. Agora fica fácil saber o porquê! Caiu de vergonha!

Raquel Nepomuceno disse...

Uma parte do teto do teatro caiu logo após o evento. Agora fica fácil saber o porquê! Caiu de vergonha!

Aparecido disse...

Estava começando a pensar que iríamos nos livrar desse personagem "PASSIONESCO" em por poucos dias, mas pela troupe que o cerca a cada evento, começo a temer que não.

Ô novelinha enrolada essa, não tem um personagem que se salva.

to-deolho disse...

NA LULÂNDIA TERRA DA FARSA ONDE SECRETÁRIO DARIA A VIDA PARA O REI PODEMOS CONCLUIR QUE O PODER DE SEDUÇÃO ARRASA OS CORAÇÕES E DEVASTA UMA NAÇÃO.
MARISA CRUZ

Dri Falavigna disse...

É mais um exemplo de como Lula entende o Brasil. Carteirada para os "cumpanheiros" e livre acesso, pois a turma é mais do que os outros. Origem humilde não justifica nada disso.

Ceci Cardoso disse...

Mas será o benedito?
Eu sinto vergonha alheia dessa gentalha!
Sinceramente, não vejo nenhuma luz no fim do túnel.

@MyrianDauer disse...

Vc talvez conheça a revista MAD… Não sei se ainda a publicam, mas nunca esqueci de uma história em quadrinhos que fazia uma paródia de Sherlock Holmes. A tantas uma mulher que ele tirara da zona volta gostosamente para a farra e uma empregada consola o Sr. Holmes dizendo: "Vc pode tirar uma mulher da lama, mas não tira a lama de uma mulher"…
Acho que encaixa perfeitamente na história de vida de nosso quase ex-presidente.
Não posso crer que em todos esses anos ele só tenha convivido com gente ordinária. É certo que de tempos em tempos deve ter topado com pessoas decentes, honestas e de caráter.
Mas escolheu sempre o que há de pior, mais mesquinho, aproveitador e imoral.
Deu nisso! Quem nunca comeu melado, quando come se lambuza!

Beatriz disse...

A falta de educação, a grosseria, a falta de compostura estão na moda. Brasil e brasileiros estão na "crista" de uma onda grotesca que sai do "pico" da nova Ordem Mundial. A canastrice assola o mundo.

Ery Roberto Correa disse...

Marcos, quando lhe sugeri o tema tinha certeza absoluta que seu desenvolvimento traria a marca da sua louvável capacidade de ilustração. Ao abrir o link já percebi o impacto dado ao texto através do seu título, o qual, diga-se, representa verdadeiramente esta realidade tão deprimente dessa troupe, para não dizer outra coisa.

O fato se amplia para muitas vertentes de análise. Em primeiro lugar é um absurdo que o Sr. Presidente vá a uma festa - com todo direito, é bom que se frise -, afinal de contas era convidado e tinha a missão de entregar uma homenagem ao Corinthians (passagem do Centenário deste clube), mas proporcione este espetáculo tão grotesco. Levar consigo duzentas outras pessoas travestidas em comum como sendo sua comitiva beira a insânia. Que no fundo é bem isto que você tão bem descreveu, ou seja, o oportunismo, a carteirada, o uso do cargo, o popularesco "passar por cima dos outros".

Se estas presenças prejudicaram o ritmo normal da festa, não era problema deles. É assim que pensam. Afinal é a turma do presidente, que tudo pode, independente das regras. Lula deixa, além de centenas de outras, essa marca triste e repugnante em nossa cultura, a de achar que popularidade é Lei.

O segundo aspecto já te passei por e-mail, mas repito aqui para que todos também reflitam: se a CBF não consegue organizar, com o mínimo de decência, uma festa para dois mil convidados (segundo a informação que tenho), que capacidade terá para organizar uma Copa do Mundo?

Acredito que ainda teremos muita "vergonha alheia".

Parabéns, Marcos. Aliás, agradeço pela consideração do amigo e por mais este ótimo texto. Abraço.