Pesquisar neste blog e nos da lista

domingo, agosto 16, 2009

Domingo leve - Atualizado

iamancio

  • Tirando o vira-mexe-entorna-e-deixa do Senado, a sensação da semana foi a candidatura que não é de Marina Silva. Sabe-se lá de onde surgiu o balão de ensaio, mas o fato dela ter ficado à frente da Terrorista Quase Humana na dita pesquisa deve ter causado alvoroço no Palácio do Planalto e nas hostes do PT.

 

  • O PV está quietinho, dando risada com o rebuliço. Marina está toda prosa, dando entrevista para a Isto É com o ar soberbo dos candidatos que tentam esconder o jogo e o PT não sabe se passa a rasteira em Lula e troca de candidata ou fica com a canoa furada de Dilma.

 

  • Marina também não é uma canoa em bom estado. A cidadã Maria Osmarina Marina Silva Vaz de Lima, 51 anos, nascida num seringal, foi adotada por padres católicos em Rio Branco e lá se filiou ao Partido Revolucionário Comunista, um daqueles muitos que formavam o emaranhado esquerdista que era o PT. Do desejo de ser freira só restou a lembrança. Foi alfabetizada pelo Mobral, Movimento Brasileiro de Alfabetização, altamente condenado pelas esquerdas por ter sido um projeto dos militares.

 

  • Pensando bem, melhor teria sido o Mobral não existir, assim os analfabetos como Marina não poderiam se candidatar a cargo público. Voltando à biografia da senadora:

 

  • Tida como uma política honesta e séria, a criacionista Marina que deixou a igreja católica para tornar-se evangélica e tomadora de chá de ayahuasca, tem lá muitos méritos, mas como Cristóvam Buarque foi o candidato de um tema só, a Educação, Marina também só tem um tema: o meio ambiente.

 

  • Nesse metier ela é premiadíssima, respeitadíssima e competentíssima, mas os ambientalistas radicais como ela preferem ver populações ribeirinhas da Amazônia, por exemplo, morrerem de fome do que verem implantados agronegócios que alavanquem a economia local e acabem com a miséria absoluta em que vivem vários povos, inclusive os de onde veio a senadora Marina.

 

  • O brasileiro votou em Collor, Lula, FHC, além de em incontáveis prefeitos, deputados, senadores e vereadores como se fossem eles os salvadores da pátria e o mingau só tem desandado. Marina pinta para alguns como mais uma salvadora da pátria. Seria terrível engano elegê-la presidenta. Ela seria um Lula mais honesto, pelo menos enquanto não conseguissem corrompê-la.

 

  • Dizem que Lula não se reune com seus ministros porque não entenderia nada do que eles dissessem sobre as questões técnicas de suas pastas. O mesmo aconteceria com Marina. Tudo bem que ela é graduada em História pela Universidade Federal do Acre, um nível de escolaridade infinitamente maior que a do atual presidente, mas está longe de ter equilíbrio para se posicionar em questões cruciais na administração pública como geração de energia, emprego e renda, sistema de transporte de passageiros e de cargas, sistema viário, saúde pública, educação, macroeconomia, comércio exterior e, pior, tem um viés bolivariano mais próximo da visão autoritária de Chávez do que o beócio-mor.

 

  • Ontem, dia 15, uma pesquisa dirigida realizada e divulgada pela Datafolha tenta colocar as coisas em seus devidos lugares: Marina aparece atras de Ciro e Dilma. Não é nenhum grande alívio, mas dá o alento de que o brasileiro ainda não endoideceu de vez.

 

  • Partidários de candidaturas como a de Ciro, Serra, Aécio e Heloisa Helena estão vibrando com a possibilidade de Marina destruir a candidatura da Terrorista Quase Humana, mas, cá pra nós, não se deve brincar com coisa séria. Marina, com seu ar de honestidade e história de crescimento duro e paulatino na vida, pode sensibilizar demais a alma caridosa e corrupta dos brasileiros e acabar se elegendo. Não devemos brincar com coisa séria.

E-mail que acabei de receber de Artur Virgílio. Nada de novo:

Prezados Senhores,

    Estava e estou pronto para me defender no Conselho de Ética a qualquer representação contra mim. Não pedi ao seu presidente, senador Paulo Duque, que  arquivasse as que lá estão, como o fez – o que está sujeito a recurso – mas não se pode deixar de ver que sua decisão guarda certa coerência com as anteriores, de arquivar as 11 representações e denúncias apresentadas contra o presidente da Casa, senador José Sarney – seis das quais por mim. Se ele assim procedeu em relação a casos graves, gravíssimos, que mereciam ao menos ser analisados pelo Conselho – e por isso recorremos de sua decisão – com muito mais razão teria de fazer a mesma coisa no meu caso. A representação contra mim foi pura retaliação por eu estar cobrando a punição dos que praticaram irregularidades e ilegalidades no Senado e exigindo a apuração de denúncias envolvendo o seu presidente. Fundamentaram-na principalmente em erro que cometi ao permitir que um funcionário do meu gabinete fizesse curso no exterior sem prejuízo dos vencimentos, prática não mais admissível, mas não inusitada na Casa. Assumi inteira responsabilidade. Não faço parte de nenhum clube da mentira. Não recorri ao condenável modismo de dizer que não sabia ou de passar a culpa a terceiros. Tampouco tirei desse equívoco qualquer proveito pessoal. Nenhum centavo de dinheiro público veio para o meu bolso. E mesmo sem ser cobrado, ressarci o Senado das importâncias pagas ao servidor. Entendi que esse era meu dever, ainda que representasse sacrifício para mim e minha família. Tirei um peso da consciência. Não soube de ninguém mais, em situação igual, que tenha tido esse procedimento. Qualquer que seja o encaminhamento dado à representação, continuarei, firmemente, cobrando a punição dos culpados pelas graves ocorrências registradas no Senado e uma reforma para valer na administração e nos costumes da Casa.

    Senador Arthur Virgílio Neto

©Marcos Pontes

8 comentários:

Adao Braga disse...

Parece coisa do continente Sul Americano. Quando um pais elege um tipo, o outro deseja também. Agora, enquanto não se eleger uma mulher para o cargo, não pararam com as candidatura. Talvez, chegarão ao ponto de ter 10 mulheres para o cargo!

Heber Dias disse...

Republiquei estas interessantes considerações do parceiro Marcos Pontes em meu blog: http://proseandosobrepolitica.blogspot.com/ . Não se deve brincar com coisa séria. Verde é uma cor extremamente sedutora. As pessoas contemplam as verdinhas e pronto, está feita a merda... daí fazem qualquer merda pelas verdinhas. Dão um tapa na macaca verde e pronto de novo... fazem qualquer merda para continuar estapeando a bichinha. Depois de experimentar o azul e descobrirem que não era lá estas coisas, experimentar o vermelho mensaleiro e perceber que, no fundo é tudo a mesma coisa, o povo pode querer experimentar o verde. Será?...

Lord disse...

Campanha Ficha Limpa organiza coletas na cidade de São Paulo em agosto
Ações integram esforço nacional de arrecadar 300 mil assinaturas em 30 dias. Ao longo do mês de agosto acontecerão várias coletas de assinaturas para a Campanha Ficha Limpa em diferentes bairros da cidade de São Paulo. Colaborem com o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral. Organizada pelo Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), a Campanha objetiva viabilizar o encaminhamento do Projeto de Lei de Iniciativa Popular sobre a Vida Pregressa dos Candidatos ao Congresso Nacional.
Visitem o site http://www.mcce.org.br
VAMOS COLABORAR

Cachorro Louco disse...

Marcão :Você pra variar esta 1100% certo ,porque Marina no poder seria um tiro no escuro.Não se sabe o que poderá acontecer com este país Talvez não possamos mais ter luz elétrica e internet para sermos politicamente corretos .Acredito que o país tem dois caminhos para ser governado : ou se instala o parlamentarismo ,que funciona muito bem em países da Europa ,ou se contrata um executivo de multinacional ,com experiência em levantar empresas falidas .Abraços

Kozel® disse...

Candidatura da Arborícola

Ela ,se tivesse chances de ganhar,seria perigosissima,mas como nao tem ,desune a petralhagem e desgrega votos e diminui a arrogância prepotente de Miss Terror,vou mandar fazer camisetinhas e distribuir aos interessados.Espero q a arborícola* mantenha a candidatura,
*Quero que este adjetivo cole nela que nem o Apedeuta colou no Lula.

Nanda disse...

Marcos, ainda falta algum tempo - então, infelizmente, ainda acho que Lula terá condições de enfiar a sua candidata goela abaixo dos eleitores da faixa bolsa-esmola! E aí, vai sobrar pra todo mundo...

Luma disse...

Enquando o pobre estiver trocando a sua dignidade e esperança por alguns vinténs, teremos seguidamente eleições com candidatos que não prestam.

Claro que todo e qualquer partido político que se preze se esforçará sempre por manter em suas fileiras militante como a ex-ministra, que está filiada há mais de trinta anos no PT e ostenta imagem pública positiva e larga trajetória de luta em torno de bandeiras de reconhecido apelo popular. Se a subestimasse, aí sim, o PT estaria procedendo com soberba.

Boa semana! Beijus

Fábio Mayer disse...

Por mais que ela seja honesta e ecológica, uma lutadora pela vida e na vida, que merece todos os meus respeitos e minha admiração, fico apavorado só de imaginar uma ultra radical de esquerda lotada na presidência da república.