Pesquisar neste blog e nos da lista

segunda-feira, outubro 04, 2010

receita para vencer

Jose-Serra (1)

Meus pitacos para que a campanha de José Serra seja vitoriosa no segundo turno. Se são factíveis, se alguma delas for útil, podem mandar para Serra e seus marqueteiros. Se não tiver pé nem cabeça, fica a sugestão para que se faça tudo ao contrário. Seja lá como for, na condição de eleitor minimamente informado e antipetista de quatro costados, espero estar dando minha colaboaraçãozinha para que a ditadura vermelha que se avizinha morra no nascedouro.

1. Marina será o fiel da balança. Se somarem-se os votos que teve aos obtidos por José Serra, eles superarão os conquistados pela candidata do Planalto. Seria um tremendo golpe na campanha petista/peemedebista e um ponto enorme para o carisma do vice Índio se ele procurasse a Marina e oferecesse a ela seu cargo. Parece loucura? Não, seria um golpe de mestre.

Se o Índio renuncia ao posto e Marina o aceita (logicamente em troca de uns dois ministérios), ele sairia como com um homem de alma grande, comprometido com a causa, nome forte para as eleições de 2012 e, lógico, lembrado para 2014. Roubaria de Aécio a faixa de mais eminente colaborador da campanha, levando este a se desdobrar no apoio ou, aí o risco, enciumar-se e enclausurar-se em seu ciúme.

2. O marqueteiro de Serra tem de acabar com a imagem de bom moço, cavalheiro, e partir para o ataque. No Nordeste, onde a candidata petista tem seu mais forte desempenho, é característica dos eleitores gostarem de candidatos combativos, que gritam, batem na mesa e não poupam os adversários. Pode não ser lá muito “civilizado”, “moderno” ou politicamente correto, mas é assim que é. São muitos os exemplos atuais, sem contar com os inúmeros exemplos históricos como Deodoro da Fonseca e João Pessoa, que, embora não candidatos, conquistaram seus povos por conta da bravura. Temos na ativa ou há pouco agindo Collor, Ciro e Cid Gomes, ACM, Mão Santa, Tasso Jereissati, Miguel Arraes, Renan Calheiros e tantos outros, campeões de urnas, independentemente de gostarmos ou não de sua ideologia, seu caráter ou sua honestidade.

Para o eleitor analfabeto que vota porque recebeu um saco de farinha ou um cartão de Bolsa Família, chama muito mais a atenção o cabra macho que espinafra os inimigos – para essa gente não existe adversário, palavra difícil e sem sentido, mas “inimigo político”. Mostrar firmeza de convicções e bravura ao encarar os desafetos é muito mais importante do que defender a lisura do pleito, as instituições democráticas, o déficit crescente da Previdência Social...

Não há qualquer necessidade de Serra mudar suas convicções, basta adaptar o discurso ao gosto do eleitor. Não precisa acrescentar às falas um sotaque de Cabrobó ou comer buchada de bode em Itapipoca ou subir de joelhos o horto do Padre Cícero, mas ser firme na postura.

3. Desmascarar Lula, as mentiras de seus números, a conivência com os bandidos que o cercam. Fazer o povão ver o quão desonesto e mentiroso tem sido a gangue vermelha no decorrer desses anos.

Se não quiser fazê-lo diretamente com medo de falar mal do presidente que tem popularidade maior do que a totalidade de habitantes do país, como dizem os mesmos institutos que afirmavam a vitória de sua candidata em primeiro turno, que permita que seus companheiros eleitos e fortalecidos o façam.

Colocar Alkimin, Álvaro Dias, Jatene, ACM Neto, Rosalba Carlini, Blairo Maggi, Aloysio Nunes na linha de frente desmascarando a administração da neopetista e seus assessores, sem papas na língua só poderá ajudá-lo. O fato é que para derrubar essa gangue tão fortalecida, todas as armas legais serão bem vindas.

©Marcos Pontes

16 comentários:

Anônimo disse...

ADOREI vou repassar

Walter Giglio disse...

A sua idéia de convidar a Marina, de fato, para ser Vice é perfeita.
Será que ela aceitaria?
Torço para que sim meu amigo.

Beatriz disse...

Aula de política ideal. Mas, duvido que a sinhazinha da floresta furada ...aceite. ela prefere seus pares - PT. Ela está por cima e agora vai curtir a corte que o PT vai lhe fazer. Pra ela esse gozo não tem preço. Ela delira como todos eles. E ainda por cima usa batom de beterraba...cruz credo

Beatriz disse...

Aula de política ideal. Mas, duvido que a sinhazinha da floresta furada ...aceite. ela prefere seus pares - PT. Ela está por cima e agora vai curtir a corte que o PT vai lhe fazer. Pra ela esse gozo não tem preço. Ela delira como todos eles. E ainda por cima usa batom de beterraba...cruz credo

Beatriz disse...

Aula de política ideal. Mas, duvido que a sinhazinha da floresta furada ...aceite. ela prefere seus pares - PT. Ela está por cima e agora vai curtir a corte que o PT vai lhe fazer. Pra ela esse gozo não tem preço. Ela delira como todos eles. E ainda por cima usa batom de beterraba...cruz credo

Monteiro disse...

Excepcional!

Bluesette disse...

Excelente, mas custo a crer que a Curupira aceite compor com Serra.

Aluizio Amorim disse...

Sua análise evidentemente tem lógica. O diabo é que em política às vezes o óbvio não acontece. A questão a meu ver é que Marina continua com o seu cérebro petista. Teria de romper com isso, mas poucos conseguem largar a maldição do esquerdismo. Depois que ele se apoderou do cérebro da vítima, é difícil extirpar o 'meme'. Contud, seu texto está muito bom contribui para esse necessário debate e segue a lógica. Vamos ver.
abração!

Angel Rajas disse...

vice para MArina seria realmente golpe de mestre

Luiz Lailo disse...

O Índio simplesmente não pode fazer isso. Se já deu uma confusão danada quando o vice estava pra ser Álvaro Dias, imagine agora... O DEM iria por fogo no circo.

denise disse...

Achei ótimo, como sempre!!
Chegou a hora de pegar pesado com esses petistas. Nós sabemos o quanto temos sido xingados por essa corja, mas como somos educados e com discernimento, conseguimos sair ilesos. Claro que às vezes dava vontade de sair quebrando tudo....mas, aguentamos. A hora é agora!!

Anônimo disse...

No dia em que eu me candidatar contratarei você como consultor. Vamos mandar essa sugestão sim.
Um abraço.

Alexandre - Caçador de iMundos disse...

Fala , amigo. demorei pra comentar aqui mas vim.
Meu caro, acho que seria um pandemônio se Índio deixasse de concorrer a vice. Seria como a "extirpação"do DEM tão almejada por Lulla. Por outro lado, gabeira de vice deveria ter sido pensado bem antes. Tucanos erraram e continuarão errando... como sempre.

Sim, vc disse tudo: o povo quer porrada. Basta levar em conta que os maiores picos de audiências em novelas e BBBs da vida é quando se tem barracos, pancadarias e similares. O povo pode até dizer que não gosta, mas os números falam por si.

Não que Serra deva chamar a terrorista de... terrorista. Mas podia muito bem ser "cabramacho" como vc mesmo disse.

Sempre acompanhando seu blog,

Alexandre.

J. Neto disse...

No Nordeste, onde a candidata petista tem seu mais forte desempenho, é característica dos eleitores gostarem de candidatos combativos, que gritam, batem na mesa e não poupam os adversários. Pode não ser lá muito “civilizado”, “moderno” ou politicamente correto, mas é assim que é

Discordo.

Esta sua visão do Nordeste é a de quem só o conhece pela opinião dos colunistas de jornais e revistas do Sul. O NE não é assim. Lá, há tantas pessoas inteligentes quanto há no restante do país. Essa visão denota um certo preconceito.

Vindo de uma pessoa inteligente como você, me surpreendo.


Quanto às suas sugestões para o Serra, podem ser válidas. Uma vez que a campnah dele estava sem pé nem cabeça desde o começo (principalmente com o tal Índio como vice).

Abraços

Rafael Kafka disse...

O NE gostar d e políticos fortes é ótimo, não há nada no texto que denote o contrário! Parabéns, irmão, quem sabe te ouçam!

Fabiano Machado disse...

Gostei muito da Foto Escolhida!