Pesquisar neste blog e nos da lista

quinta-feira, junho 24, 2010

Uma Noiva para nosferatu

nosferatu

O PSDB, como sempre, demora a tomar resoluções, dando a seus eleitores a impressão de que é inseguro e tudo o que o eleitor não quer de seus candidatos é que eles sejam inseguros.

Os tucanos não aprenderam a lição de quatro anos atrás, quando fizeram a mesma cera para definir quem concorreria à presidência da República. Em 2009/2010 a novela repetiu-se e o país viu-se dentro de um suspense sem fim com a escolha entre Aécio e Serra. O pau comia sob as folhagens entre os tucanos e cada dia uma versão e um nome vazavam para a imprensa, para no dia seguinte haver um desmentido.

Depois de muito tro-ló-ló, chegaram a um acordo e Serra foi oficializado como o candidato do PSDB à presidência. Alívio geral? Longe disso. Agora discutia-se o vice. O primeiro nome, e o mais natural para a vaga, era do Aécio, a desejadíssima “chapa-puro-sangue” dos sonhos da tucanada de alto clero, baixo clero e clero nenhum. Numa demonstração de que preza muito mais seu próprio umbigo do que os desejos dos seus partidários, Aécio, que já tem praticamente ganha a vaga de senador, recusou-se a ser subalterno de Serra nessa parada.

Deu uma banana para todos os que pediram, rogaram, imploraram pela sua aceitação. E lá se vai o PSDB de volta à estrada, em seu ritmo de tartaruga paraplégica, num périplo sem fim, em busca de uma noiva para Nosferatu. Todo mundo, menos Aécio, quer a vaga. E tomem especulações de jornais, revistas, políticos, blogueiros, tuiteiros e de apontadores de jogo do bicho. Só os cardeais peessedebistas não se manifestam.

Paralelamente a isso, Lula, PT e asseclas, Dilma e demais ministros, governadores e imprensa remunerada, investem pesado na popularização do nome, imagem e falta de programa, mas de mentira perfeita, da candidata do presidente. Ela deixa de ser o poste desdenhado pela oposição, toma corpo, vira realidade e cresce nas pesquisas de todos os institutos de pesquisas. Atônitos, os simpatizantes tucanos tentam negar o óbvio, desdenham dos pesquisadores e das pesquisas. E ela continua simpática e sutil como um rolo compressor elevando seus índices.

Como que um gordo descalço tentando andar num piso liso ensaboado, o PSDB patina, não sai do lugar, nada de um nome surgir. Aécio, o natural dono da vaga, vira de costas, faz de conta que não é com ele, e sua indiferença ajuda a afundar a candidatura Serra num poço de areia movediça.

Dilma escolhe o inexpressivo, venal e botulínico Michel Temer, seu alvará de apoio peemedebista, o Partido do Me Dei Bem, como diria o Ricardo Rayol. E nada do tucano voar.

Kátia Abreu, Alckmin, Yeda Crusius, Paulo Souto, Sérgio Guerra (que os “fantasmas” acabaram por afastar), Álvaro Dias, Marisa Serrano, José Carlos Aleluia, Valéria Pires Franco, Adréa Neves, Beto Richa, Demóstenes Torres, Francisco Dornelles, Itamar Franco, Jarbas Vasconcelos, José Agripino, José Roberto Arruda (auto-destruído pelo mensalão que mantinha no DF), Marco Maciel, Marina Silva, Pimenta da Veiga, Tasso Jereissati, Benito Gama e até o Mão Santa, são os 23 nomes que consegui enumerar, dois a mais que a lista da Época, como possíveis vices de Serra, ventilados pela imprensa, por políticos ou pelos tuiteiros, alguns de dentro do ninho. Quem não falou sequer um nome até o momento foi justamente Serra.

E hoje o Ibope diz que o tanque bancado pelo erário, Dilma, tomou a frente disparadamente, mesmo com um vice antipático e desconhecido para o Brasil. Antes um vice ruim do que nenhum, ensina a candidata petista a uma oposição inerte há sete anos e meio e que agora parece catatônica.

Se a oposição não conseguiu sequer arranhar a imagem antipática, vaidosa e prepotente de Lula, não consegue sequer fazer sua própria imagem, enquanto isso a banda e o rolo compressor passam, os eleitores potencialmente tucanos se enervam, os indecisos se indecidem porque vêem uma candidata real à sua frente e a situação emplaca com força um ex-poste como via válida, para o desespero daqueles que, como eu, defendem a alternância de poder e rejeitam profundamente qualquer administração petista.

©Marcos Pontes

7 comentários:

Carlos Emerson Jr. disse...

Esse é o problema... eu vejo uma falta de iniciativa impressionante na oposição.

Pior, quem está agendando essa eleição desde o começo é o Lula e ninguém reage, ou melhor, reagem como o presidente quer. Aceitaram a tese plebiscitária, não definiram se serão continuidade ou mudança, sequer chegam a um consenso sobre nomes.

Aqui no Rio, na última hora, quase perderam o palanque do Gabeira.

Com uma oposição como essa que está aí, não será surpresa nenhuma ver um poste ser eleito presidente do Brasil.

E eu que achava que já tinha visto tudo...

Adao Braga disse...

Eu já até entendo, mas, não adotei a tese de minha esposa:

- Eu voto em Serra, mas torço para ela ganhar, ai, esse povo aprende a votar e estes outros a fazer oposição.

Até o momento, o PSDB tá igual a certas seleções da copa: Só pega na bola quando a outra equipe erra o passe!

Doroni Hilgenberg disse...

Marcos,
saudades de você...

Sabe que eu louvo a atitude do Aécio, ao menos não se expõe e nem se sujeita a essa barganha vergonhosa de troca de favores visando poderes.

Aqui foi irritante certos anuncios, que agora sairam do ar, mas tudo o que era inaugurado na city, vinha com a foto legenda:
" Governo de Lula e Dilma"
Ai, ai, como esse povinho se deixa enganar?

bjs

Bluesette disse...

Pois é, e bonito se nos deixam na mão, depois de tanto sufoco.

Bea - Compulsão Diária disse...

Marcos, excelente, brilhante seu texto. Título poético, sugestivo. Por isso que pra mim Serra e tucanos são abjetos. São cúmplices do mesmo passado autoritário. Nossa sociedade está uma vergonha. Todos estão hipnotizados por essa corja de esquerda...todos puxando saco dessa meleca ideológica.
Por que , por exemplo, José Serra pede discrição em relação ao passado terrorista de Dilma?
Ninguém tem coragem de assumir que não mais suporta esse programa . No final o que não suportamos em Lula teremos que engolir com Serra. Cansei de hipocrisia. Não voto nem em PT, nem em PSDB...farinha do mesmo saco.
Meu candidato é Mario Oliveira. Confio na honestidade dele. É limpo dessas coisas todas.
Chega dessa dominação esquerdopata que nos massacra desde a universidade até programas de saude irresponsáveis como o de drogas e leis a favor da mordaça homossexual que me obriga a não me sentir constrangida com cenas de homossexualismo explícito na minha porta, nas passeatas ridículas...nas siglas glbts.., HSH??? (homem que
faz zzzsséquiço com homem (como assim, cara pálida?
Chega,. Será que ng tem culhão pra dizer basta?

HENRIN BUENO disse...

PSDB é um partido, como diria Dunga, cagão.

Carlos Vendramini disse...

Marcos...

PSDB achou que estava tudo a garantido para Serra. Além disso noto um certo salto alto do partido. Some-se a falta de liderança ou excesso de caciques, incompetência ou conivência da oposição com o statuos quo, campanha acanhada e bom mocismo em excesso, dá até a impressão que trata-se de um pleito na Suiça.

O PSDB não tem coragem de associar o PT com crime organizado, por exemplo. Não tem coragem de expor claramente a biografia de Dilma. Enfim, tem tanta coisa. Só moleza

Como eu digo, se o PT tivesse encomendando uma oposição, tenho certeza de que não seria tão servil quanto a existente oposição sempre foi.