Pesquisar neste blog e nos da lista

sexta-feira, junho 25, 2010

Balão de ensaio ou traição?

caiado

 

A novela estava naquela fase de melodrama e suspensezinho, tipo quem é o pai de Albertinho Limonta? (Nossa! Tô velho). Eis que aparece o Roberto Jeferson e joga as histórias de bastidor no ventilado: o vice de Serra será o Álvaro Dias.

Já de manhã cedo, numa sexta-feira de feriado no Nordeste e jogo do Brasil o resto do mundo, os jornais começam a reproduzir a notícia dada pelo Jefferson e o panavueiro se forma na política nacional. O jogo ficou mais emocionante do que a pasmaceira Brasil X Portugal.

Se torcedores tucanos vibram pela definição, nos vestiários do DEM a turma do Caiado se revolta. O deputado vai pro Twitter e se rasga falando mal dos parceiros tucanos. Como pode o PSDB lançar o Dias sem ouvir o parceiro Democratas? Isso é uma traição, e tome mimimi do goiano.

Caiado tavez não tenha lidos os jornais. O Globo, por exemplo, noticiou que o PSDB confirmou que havia oferecido a vice presidência na chapa de Serra, mas que ainda não havia fechado questão, já que deveria ouvir o DEM antes.

Como um sujeito mais ou menos familiarizado com as raposadas da política nacional, desde cedo sugeri que a tuitada do Jefferson poderia ser o que Golbery apelidou de “balão de ensaio”, tática por demais usada, principalmente pelo governo, de deixar vazar para a mídia algo que seria segredo e ouvir a repercussão. Dependendo da resposta do público a notícia é confirmada ou negada. Imagino que o Jefferson, do PTB que apóia Serra, possa ser o emissário desse balão. A pedido dos caciques tucanos, numa entrevista via Twitter ao Ricardo Noblat, ele lançaria o furo da vice presidência do Álvaro, isso feito, a tucanada de alto grau colaria os ouvidos nas portas e os olhos no Twitter para saber se a resposta popular seria positiva ou não, de quebra, veria qual a posição do DEM.

Nem de longe arrisco afirmar que foi assim que se sucedeu, mas bem pode ter sido.

Depois do piti de Ronaldo Caiado no Twitter, logo aparece a notícia no Globo. Sintomático.

A turma petista está vibrando com o descontentamento de Caiado e a ameaça de um rompimento da aliança DEM X PSDB. Se amanhã a notícia for negada, Caiado aparecer de braços dados com algum tucano e o nome do vice deixar pra ser divulgado somente dia 30 de junho, como já divulgado anteriormente pelo PSDB, os petistas ficarão no meio da praça sem saber o que fazer com suas bandeirinhas vermelhas.

O fato é que não há bobo de nenhum dos lados e a hipótese do balão de ensaio ainda é a mais plausível pra mim. Apenas esqueceram de avisar ao Caiado e à arraia miúda do DEM, afinal de contas, sua reação também faz parte do estudo pretendido pelos cardeais emplumados.

Muito provavelmente, quando eu terminar de digitar esse texto, tudo o que foi dito durante todo o dia já estará velho, o que era verdade até às 19 horas já nada vale, o que era jogo fechado às 20 horas será notícia velha e o que sairá nas páginas dos jornais pela manhã nada terá a ver com as notícias de fechamento de hoje. Aguardemos, somos apenas peões curiosos nesse jogo.

 

@ Marcos Pontes

2 comentários:

Ery Roberto Correa disse...

Marcos, você foi na mosca e ilustrou bem este "golpe". Não acredito na possibilidade do Senador Álvaro Dias ser aceito tão facilmente pela própria cúpula do PSDB. Imagine então os "aliados"!

Adao Braga disse...

O Roberto Jefferson mais uma vez sai espalhando informações... Qual o objetivo? Foi mandado? Foi combinado?