Pesquisar neste blog e nos da lista

segunda-feira, janeiro 03, 2011

Só faltam 1458 dias

mercadante_popozao_cor1

 

Como prometido e já sabido por todos os que me conhecem, não haverá trégua em relação ao governo atual, afinal de contas, 12 anos de PT é dose cavalar. Bom, 12 anos é a promessa, mas não são poucos os que apostam num governo peemedebista. Seja pela recidiva da doença da presidente, que teimam em especular nos corredores de Brasília, seja por um possível golpe dos hoje aliados.

No terceiro dia de mandato e primeiro dia útil, já há informação a rodo, embora jornalões, daqueles que não escrevem notícias, apenas reproduzem o que as assessorias de imprensa de políticos e empresas lhes envia, teimem em dar o cardápio trivial do almoço do ex-presidente, a cor da bermuda com que ele apareceu à sacada do seu tríplex e outras baboseiras.

Algumas posses dos ministros, que vêm ocorrendo a conta gotas, para que haja mais espaço nos noticiários, chamam a atenção, outras passam batidas, principalmente pela insignificância dos ministros e ministérios, outras já preenchem melhor as páginas de fofocas do que as de política e algumas outras tem muito texto no subtexto.

Um exemplo do último caso foi o discurso do ministro da Ciência e Tecnologia. No primeiro momento, Mercadante afirmou que seu ministério fará o máximo possível com os mínimos recursos que lhe caberão, numa referência aos cortes no orçamento, prometidos pelos componentes da área econômica. Antes da segunda parte do seu discurso, cabe aqui uma rápida reflexão sob alguns tópicos: 1. Lula não investiu os 4% do PIB em ciência e tecnologia, como havia prometido no início do seu segundo mandato; 2. Ciência e tecnologia, que podem ser consideradas infraestrutura, jamais foram priorizadas em qualquer governo, desde há meio século; 3. Se o orçamento já baixo vai sofrer redução, como fazer o máximo? Vai sobrar para fazer apenas o mínimo, principalmente depois de saldada a folha de pagamento.

No mesmo discurso o falso doutor promete repatriar os pesquisadores brasileiros. Ora, se existem tantos e tão bons pesquisadores brasileiros nos Estados Unidos e na Europa, isso se dá por conta, justamente, de compromisso dos governos e universidades públicas com a área da pesquisa. Nossos cientistas têm três caminhos: aceitam convites de instituições estrangeiras, de ensino ou fabris, que lhes darão salários dignos e condições materiais de primeira linha, além de toda um estrutura física e psicológica para a produção; ficam no Brasil em alguma instituição de ensino, orientando formandos e pós-graduandos em pesquisas meia-boca, sobrando apenas para um seleto grupo as pesquisas de ponta; ou abandonam a pesquisa e dedicam-se ao magistério teórico ou ao emprego burocrático atrás de alguma linha de produção. Lógico, sem falar nos que, simplesmente, abandonam a produção científica.

Se não vai haver recursos para acelerar, turbinar ou equipar a pesquisa no Brasil, situação admitida pelo próprio ministro ao referir-se aos cortes no orçamento, como sobrará verba para trazer de volta cientistas bem remunerados e apoiados no exterior?

Bem ao feitio petista, Mercadante repete a receita do ex-presidente e continua com discurso de palanque, por meio de promessas que não serão cumpridas, não só pela sua já tão conhecida incompetência, mas pelas próprias condições pecuniárias. Para bancar os 200 mil companheiros aboletados em cargos comissionados pelo presidente anterior e mantidos pela atual presidente, com promessa de aumento desse número de vermelhinhos sanguessugas, além das benesses que, por práxis histórica, os funcionários de primeiro e segundo escalões dos três Poderes se dão, desconsiderando completamente as urgências do populacho, alguma área tem que abrir mão de seu dinheiro e ciência e tecnologia sempre fez parte dos que abrem mão do pouco que têm em favor dos companheiros e compadres.

Eu já esperava que Mercadante pregasse na parede, numa moldura de ouro, sua incapacidade gerencial e sua falta de compromisso com a verdade, mas não esperava que fosse já no seu primeiro dia de expediente.

E este foi apenas o terceiro dia dos 1461 que teremos que agüentar essa gang nos governando. Por outro lado, só faltam1458 e contando.

 

©Marcos Pontes

10 comentários:

Velvet Poison disse...

Ai, gente... Mercadante é too much pra mim...dou conta nem de falar!

TonMoura disse...

ia ser engraçado a Dilma pegar uma diverticulite à la Tancredo e o Temer tomar posse no melhor estilo Sarney. Não é desejar mal a ela, se bem que assassina, terrorista e ladra boas são essas coisas mortas, né? mas, o Brasil já tá fadado mesmo à recessão econômica, num ia fazer diferença o PMDB assumir. E de criar crise o PMDBé o melhor mesmo.

Mah Jaico disse...

Como vc, a mim não surpreende essa pequena "manobra" petista, haja vista que é dessa forma que eles maquiam a incompetencia deles. Voilà! Aguardemos os dias e oremos...

Marco Sobreira disse...

Amigo, esse Ministério da Dilma é de lascar e Mercadante um digno representante da capacidade de enrolação dos petistas. Nada criam, só copiam, e mal. Quanto ao golpe pmdbista, acho pouco provável, na verdade eles querem é mamar nas tetas gordas do Governo, assumir a responsabilidade do comando do País, não acredito. Grande abraço.

Anônimo disse...

Mercadante, como sempre, falando muito e sem coerência, muito rápido, para confundir os menos avisados( o que não é o nosso caso).Incompetência e despreparo, alí, abundam, assim como no "resto"do ministério.Só fazendo contagem regressiva e afiando os dedos e teclados, amigo.Paz. opcao_zili.

Ceci Cardoso disse...

Não só o Mercadante como todos os outros ministros, estarão com as verbas contadas, pois a nata da grana preta arrecadada pelos impostos vai para pagar a cumpanheirada e sobra pouco, muito pouco pra fazer o que realmente interessa ao povão imbecil que vota nessa gente #iMunda !
Estarei contando os dias também, de novo, de novo, de novo....
Não me canso jamais de me OPOR a essa canalhada toda.
Bandido tem que ser tratado como bandido, sem economia de adjetivos.
Amigo, este seu texto está impagável.
Abs

Beatriz disse...

Ando preferindo nem tomar conhecimento dessa insanidade em que se transformou o Circo Brasil. Dilma Rousseff é a coroação desse circo, onde o horrível tem de ser considerado bonito e doce e onde a honestidade e a ética são tratadas com repugnância. Nesse paraíso das inversões, os terroristas marxistas são ministros de Estado. E no Circo tem até Ministério da Pesca!

Adao Braga disse...

O que mais me alegrou foi ler que Dilma está querendo, e que vai, PRIVATIZAR, deixar a construção, viabilização, atualização, modernização, exploração dos aeroportos a certas empresas...

Viva Dilma! Paulada na cabeça!

Quando ao máximo com o mínimo de Mercadante... ele não sabe o significado das palavras, mas, já é doutor, e muitos doutores são assim: sem o minimo de conhecimento!

Aristides Monteiro disse...

Meu caro Pontes,
Perfeito mais uma vez!
Menos mal que falatm ...agora...1457 longuíssimos dias..!
Esse ministério da Dilmanta é de arrepiar os cabelos de #todososdefuntosembaixodaterra! Imagine os nossos então!
Livramo-nos do #ossobêbado e temos que aguentar agora o #trôçoterrorista! Até quando? Só ELE sabe!

Abs

Lilly disse...

Se esqueceu que início de ano, o povo adere a política do pão e circo e vê aquela merda (c/ a perdão da palavra) do BBB em vez de prestar atenção no cenário, político-econômico e social do país? Aí, essa podridão PT em dobradinha com PMDB... Basta ver nessa "novela" deles de briga por mais poder, quem vai puxar o tapete do outro primeiro...