Pesquisar neste blog e nos da lista

quinta-feira, julho 02, 2009

Independência da Bahia (?)

ronaldojc

Ronaldo, Jornal do Commercio, PE

Sarney sabe o caminho das pedras que levam à manutenção do poder e ao erário.

Procurado pelos senadores do PT, que achavam que podiam decidir alguma coisa sem o dono deles, Sarney bateu na mesa: Se vocês me deixarem na mão, eu tiro o apoio do PMDB à Terrorista Dilma Quase Humana em 2010.

Os senadorezinhos voltaram para sua toca, rabinho entre as pernas e ligaram para o dono, que se encontrava do outro lado do ocenao num encontro com alguns déspotas, que pagam a estadia do projeto de Stalin brasileiro para esse lhes ensinar a ser ditador sem parecer que o seja e ainda ser aplaudido pela quase totalidade da patuléia.

Marolinha I, possesso, dá um esporro em seus sabujos. “Com autorização de quem vocês foram falar em nome do partido e do governo? Se eu pudesse demitiria todos e os colocaria a capinar os jardins da Granja do Torto com cortador de unhas. Passa já pra casa, caladinhos, ninguém fala nada com a imprensa até eu voltar pra casa!”

Depois da descompostura grupal, volta aos salões decorados com sangue de opositores de Khadafi e alguns de seus convidados, com a cara sorridente dos inocentes, com a simpatia cínica dos sanguinários como como Pol Pot, como se tivesse tido uma ótima notícia. Marolinha I e Único é PhD em disfarce e dissimulação.

Do lado de cá das grandes águas, Z’El Bigodon se retira de fininho, reúne a família e engana até os filhos, dando-lhes a impressão de que se afastaria da presidência da Câmara Alta do Parlamento. A filha, moça ingênua do interior maranhense que um dia Ferreira Gullar chamou de “fada”, até diz que o pai não tem apego a cargos, que qualquer atitude que tomasse, seria para o bem do país. Mal sabe ela que para o bem do país seria a renúncia de toda a família, até a terceira geração pongada em cargos públicos e comissões secretas.

Os jornais noticiam a decisão de Z’El Bigodon renunciar àquela noite. Os 16% que leem jornais dos 16% que não aplaudem Marolinha e seu séquito, se animam, estouram foguetes, dançam em praça pública twitianas e cibernéticas. Mas alegria de cibernauta pobre dura um bit.

Os jornais voltam atrás e anunciam que Z’El Bigodon esperará Marolinha para tomar uma decisão. Volta tudo à estaca zero. Até as movimentações públicas e tímidas que pedem os fios do bigode de Z’El Bigodon esfriam. Ninguém mais vai às ruas. O dono de dois estados e vários parlamentares quebrou os cachorrinhos amestrados do partido vermelho, colocou Marolinha I e Único contra a parede e ainda calou ou gatos pingados opositores que iam às praças em frente aos castelos.

Qual será a próxima cena dessa tragicomédia tupiniquim bolivariana esquerdóide e desonesta?

 

©Marcos Pontes

9 comentários:

Vanessa disse...

Aposto meio quilo de farinha, água, azeite , fermento biológico e muzzarela que vai aparecer um podre que tirará Sarney da presidência sem qualquer possibilidade de barganha . Vai o bolão?

Gusta disse...

Perdoe o off-topic mas julgo importante:

A Agência Senado quer saber a opinião dos seus leitores.
"Você é a favor ou contra a adesão da Venezuela ao Mercosul?"

Acesse o endereço abaixo e vote no lado direito da página em ENQUETE.

http://www.senado.gov.br/agencia

Vamos lá!!!!

Neto disse...

Lula tá acostumado a carregar os mortos vivos nas costas. Não se lembra do Zé mensalão Dirceu?

É o que ocorrerá até 2010 chegar...

Cachorro Louco disse...

Marcos ,boa tarde .O moribundo de Fogo ,pode até pedir demissão do cargo,mas por nada deste mundo vai deixar de mandar,Quando seu Luiz Inácio chegar ,vão ter conversinhas secretas e tudo se resolverá. Político é como traficante ,continua dando ordem dentro da cadeia.A solução é a soluçao de continuidade,ou solução final ,como dizia um alemãozinho que morreu no fim da segunda guerra ,e também queria conquistar o mundo.Abraços

Daíza disse...

Eles vão mas nunca saem...
Nojo de tudo. Aqui e aí.

Frodo Balseiro disse...

A próxima cena será sempre, mais do mesmo.
Corrupção, chantagem, venda da alma, coisas em que o PT, e a gorja da base governista tornaram cenário natural no Reino da Banânia!

Fábio Mayer disse...

O governo Lula é refém de José Sarney e do PMDB, ficou provado isso nesse processo.

Luma disse...

A novela, o Nobat está atualizando os capítulos no blogue:

Atualização das 12h19 - Sarney soltará daqui a pouco uma nota sobre a casa que ocultou da Justiça Eleitoral.

Atualização das 12h57 - Sarney está sentadinho na ante-sala de Lula no Centro Cultural Banco do Brasil. Espera ser recebido a qualquer momento.

Vamos ver se essa novela acaba até terça-feira! Beijus

André Wernner disse...

Com esse retrato detalhado dá vontade de chorar. Chorar pela Pátria espoliada, usurpada, vilipendiada. Eu não quero acreditar, mas as nossas casas de leis viraram balcão de negócios, de interesses pessoais e de grupos associados, consorciados e outros que vivem rondando para arrancar vantagens enquanto for possível.
E parece que nesse governo, tudo é possível. Sarney que o diga.
Abs