Pesquisar neste blog e nos da lista

sexta-feira, maio 29, 2009

Carta aos Senadores

Senado1a

Cópia do e-mail que enviei a cada um dos senadores por conta da CPI da Petrobrás. Aceitando a sugestão da Compulsão Diária, segue a listagem dos e-mails de todos eles para que os leitores que desejarem também lhes enviarem e-mails: http://www.senado.gov.br/sf/senadores/senadores_atual.asp?o=1&u=*&p=*

 

Excelentíssimo Senhores(as) Senadores(as),

Os senhores têm pela frente uma grande oportunidade de redimirem-se, pelo menos em parte, da péssima imagem que o Congresso tem diante da opinião dos cidadãos com algum senso crítico e que acompanham o noticiário político do país.

A CPI da Petrobrás confirmará de vez que o Parlamento é apenas um varal de egos conflitantes e coadjuvantes da má administração por que passa o Brasil ou de mostrar aos eleitores que ainda podemos ter alguma esperança em relação àqueles que foram eleitos para nos representarem e poucas vezes o fazem de fato.

Investigar as denúncias que se somam relacionadas aos erros administrativos, os desvios de conduta dos que a comandam, não é qualquer desserviço ao Brasil e nem demonstração de que deseja desacreditar a empresa como um todo, ao contrário do discurso do presidente Lula aos jornais, discurso esse irresponsável para enganar a opinião pública – para a qual ele também está se lixando enquanto pode manipulá-la , tornando os senadores da oposição irresponsáveis, revanchistas e interessados na privatização da Petrobrás. O presidente mente deliberadamente como fazia quando em campanha eleitoral.

A nós, público, é óbvio que vários senadores sequer sabem o que estão fazendo no Congresso além de defenderem salário, benesses e outros ganhos inconfessáveis, mas o presidente, que se esquece que foi eleito para presidir todo o país e não apenas o Brasil de seus correligionários, não pode insultar a inteligência dos brasileiros com suas declarações populistas e desinformantes. Prefiro acreditar que a maioria dos senhores tem bons propósitos e postura ilibada, mesmo lendo na imprensa os mais variados escândalos, desmandos e amoralidades advindos dessa casa de leis.

Não se deve usar o argumento dos riscos de quebradeira da Petrobrás e seu descrédito internacional se a CPI vier a comprovar improbidade administrativa de seus chefes. A bem da verdade, o descrédito no senhor Gabrielli e seus diretores já se instalou em todo o globo quando das primeiras denúncias estampadas nos jornais. Se as investigações forem sérias, responsáveis e profundas, como desejamos, do lado de fora do Senado, as desconfianças iniciais serão superadas e a confiança do “mercado” e dos investidores ressurgirá fortalecida. Do contrário, se forem investigações políticas, maquiadas, manipuladas e de má fé, seja de que lado for, o mascaramento dos fatos fará com que o investidor e os potenciais parceiros manter-se-ão na dúvida sobre os rumos dados aos seus investimentos e na licicitude das operações da empresa, causando, alongo prazo, um mal muito maior.

Os senhores senadores não devem esquecer-se que a Petrobrás é uma empresa de todo e cada um dos quase duzentos milhões de brasileiros e a eles deve respeito e contas; que pagamos impostos para que haja transparência e competência no gerenciamento da coisa pública; que os bens públicos têm vida mais longa que a dos cidadãos, que devem ser repassados com ganhos e não prejuízos para as gerações futuras; que os senhores são nossos representantes legais e nos devem a execução de serviços como gostaríamos que fossem prestados, com respeito, lisura e transparência; que os senhores são nossos empregados, de todos brasileiros, e nos devem respeito e lealdade; que manter a desonestidade na administração de uma empresa pública, se vier a se comprovar, é mandar para os bolsos de particulares o que cabe a todo o público; que a Petrobrás é uma empresa admirada em todo o mundo e não pode ser rebaixada a palanque de políticos situacionistas ou oposicionistas; que vícios de desonestidade no trato dos bens públicos hão de acabar ou seremos eternamente uma piada internacional e exemplo maior de país desregrado, corrupto e venal.

Os senhores podem bater no peito com orgulho, cabeça erguida e receber os aplausos da nação por um trabalho bem feito, ou podem entrar para a história pela porta dos fundos que cabe aos incompetentes e negociáveis homens públicos. Àqueles que estão apoiando a CPI apenas para regatearem cargos, verbas, favores, obras ou vantagens pessoais enquanto chantageiam o governo, já contam com a repulsa dos cidadãos e terão seus nomes amplamente divulgados pela imprensa. Sabemos que isso pouco lhes importa, não é só o famoso deputado e o presidente que “se lixam” para a opinião pública, todos sabemos, mas teimo em manter a esperança de que algo mude na política partidária nacional.

Esta carta está sendo enviada a cada um dos senhores e será divulgada na internet na esperança que outros brasileiros se animem a acompanhar os trabalhos da CPI e separem os bons dos maus senadores. Os senhores mesmos nos dirão quem é quem. Pensem nas caras dos cidadãos que os elegeram quando forem tomar suas decisões porque estaremos de olho nos senhores.

Respeitosamente,

©Marcos Pontes

12 comentários:

J. Neto disse...

Bravo! Concordo com o conteúdo!

Esperamos então que aja luz no fim daquele túnel...

Neto
http://sakuxeio.blogspot.com

Blog de um Brasileiro disse...

Rapa, como se diz aqui em Itabuna, "você botou pocando".
Excelente texto e grande iniciativa.
É uma pena que eles não lerão. Aliás, essa corja tem até gente para cochichar as notícias resumidas nos ouvidos, porquê não tem o hábito dignificante da leitura.

Mas só o fato de você socializar esse texto, divulgando para nós blogueiros, já é de grande monta.
Eu me deliciei
Abraços
Blog de Um Brasileiro

Carlos Emerson Junior disse...

Na veia, meu caro! E mesmo que alguns não leiam, o que importa é manifestação do cidadão, razão de ser do Senado.
Um abração

Bea - Compulsão Diária disse...

Bravo! Concordo com o conteúdo!
Só que eu não espero, vou copiar sua carta -com os créditos devidos- e enviar geral!
Repeitosamente, Bea - Compulsão Diária.

Brilhante!

Bea - Compulsão Diária disse...

Mais uma coisinha, vc poderia deixar aqui os emails pra quem vc mandou , assim , nósleitores poderíamos fazer isso que farei, que tal?

Doroni disse...

Marcos,
Legal e bem elaborado o conteudo será que se darão a trabalho de
ler?
Se fizermos como a CD diz e atulharmos a página deles de com essa carta, pode ser que se manquem , afinal se um mandar é só um aviso, se 1000 mandarem e-mails da carta é uma avalanche.
bjs

Mario disse...

Caro Marcos,

Concordo, na íntegra, com seu texto. É claro que sempre há esperança, porém, sem querer jogar água na fervura, como sempre, não vai dar em nada, já que, como sabemos, eles se lixam para quem os coloca lá.

Tenho uma esperança um pouco maior na CPI paralela que a oposição está prometendo montar.

Laguardia disse...

Prezado Marcos

Muito bom mesmo. Todos nós que desejamos um Brasil mais ético e mais honesto deveríamos mandar e mails, não só para o senadores mas para todos os representantes do povo demonstrando nossa indignação.

Cristiano Melo disse...

Marcos,
Parabéns pela "carta". Ficou extremamente objetiva e, ao meu ver, muito bem escrita e com pontos a serem levados á discussão pelos congressistas. Algumas questões, como você mesmo lembra no texto, alguns não sabem nem o que fazem lá, será que sabem ler criticamente? E outra: o povo que os coloca lá, será que algum dia vão parar de mandar energúmenos para o pulpito?
Mandarei o e-mail também, ficou muito bom e objetivo(como já escrevi acima).
Parabéns pela disponibilidade cidadã.
abraços

Nanda disse...

Bela iniciativa; eu ando tão fula com esse poco, que mesmo sendo uma daminha, os mandaria pra 'ponte que caiu'...rs- Mudando de assunto, hoje o IP completa 6 anos; se puder, apareça na festa! =)

Bea - Compulsão Diária disse...

Ah, só passei pra dizer que copiei os emaisl dos senadores e mandei pra todos eles .
sugiro que vc faça deste post um abaixo assinado.
Seria uma forma de organizar a manifestação.

André Wernner disse...

Também concordo com a manifestação. É justa, democrática e pertinente. Os nobres parlamentares de todas as instâncias estão em débito com a sociedade brasileira e precisa o quanto antes recuperar a imagem, o prestígio e a representatividade que ainda possuem - porém desgastada – já com vistas às eleições do próximo ano.
Não é promover perseguição contra este ou aquele, mas averiguar, verdadeiramente, na qualidade de fiscais, como o são, os senhores parlamentares, em defesa da sociedade, incluso aí, as camadas mais pobres que perdem em qualidade de vida, pois o dinheiro das melhorias dos serviços públicos, esvaísse por outras vias, em que a mão peluda dos desalmados está sempre próxima, quando não no bolso do cidadão que não tem a quem reclamar. Ou mesmo que alguém o ouça, não resolve o problema. Os processos se avolumam quando não vão para a gaveta do esquecimento e da conveniência.
Abs e parabéns pela iniciativa.