Pesquisar neste blog e nos da lista

sábado, maio 02, 2009

Sabadinho

Hunger

 

A gripe suína ocupa todos os jornais, desbancando o pseudo-câncer de Dilma (ela já retirou o tumor e está fazendo quimioterapia preventiva para impedir uma rescidiva, o resto é oba-oba da imprensa e dos marqueteiros da terrorista) e la nave va… Nada de novo no front, tudo como dantes no quartel de Abrantes. (Nossa! Quantas referências num único período)

Como grande parte dos internéticos, passo tempo no Twitter e, cá pra nós, o negócio é legal e pode ser útil se bem utilizado.

Você tem alguma dúvida sobre alguma coisa, perunte no Twitter que alguém vai lhe responder; quer discutir sobre determinada notícia, vai ter sempre alguém com um link ou uma idéia ou sugestão sobre o assunto; quer divulgar o último post do seu blog, logo vai aparecer alguém para ler; e até monetarização já criaram, ou seja, já dá pra defender uns trocados tuitando (o mais novo neologismo, sem redundância).

Eu “sigo” – assim se denomiona o assinante de quem você lê as minipostagens – vários jornais: Folha, Estadão, Último Segundo, CBN, G1, CNN, Fantástico, Terra, UOL, Revista Brasileiros, e recebo as manchetes no instante em que elas são postadas. Muito interessante.

Além disso, ainda têm as sugestões de leituras que os tuiteiros nos mandam de notícias, jogos, curiosidades, novidades, blogs legais… É uma festa.

Daqui a pouco vou divulgar o The Hunger Site, que está aí na barra lateral. É um site de doações que acesso desde que conheci a internet. A idéia é muito interessante e foi copiada no Brasil, com o Click Fome, que já encerrou as atividades e o Click Ajuda, cópia mais próxima do The Hunger.

Na página inicial do site, aparecem seis abas: Hunger, Breast Cancer, Child Health, Literacy, Rain Forest e Animal Rescue. Em cada uma delas você vai encontrar um botão. Ao clicar nesse botão, um dos patrocinadores do site – são muitos e diferentes para cada página – doará uma parte de um copo de comida, de uma mamografia, de um livro e assim por diante.

O colaborador – eu, você e quem quiser – só poderáa dar um click por dia e assim estará ajudando alguém ao redor do globo. Há sete ou oito anos eu faço isso e jamais me arrependi. Conido meus parcos leitores a fazerem o mesmo e divulgar o site.

Hoje o farei diversas vezes no Twitter.

Ah! E quem quiser me seguir no Twitter ou fazer sua conta nessa nova febre, é só clicar aqui (procurar Marcos pontes) ou no último link da coluna da direita.

Nos vemos por lá ou no The Hunger Site.

 

©Marcos Pontes

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

5 comentários:

Laura Fuentes disse...

Como vocês são modernos... Nesse cantinho do paraíso e conectados com todas as possiblidades do universo virtual. E eu aqui de Sampa, avessa a tantas novidades, puro medo de pirar...rs

Laura Fuentes disse...

Ah, ía esquecendo, te linkei no meu blog... E agradeço a visita, os comentários e a força de sempre, amigo.

Compulsão Diária disse...

belo postado Hunger site não tem só o lance de clicar contra a fome. tem pra cancer de mama, cultura - clicar livro. tuita, meu bem, tuita!

Laurinha é que a gente já repirou, saca?

Blog de um Brasileiro disse...

não sei nem usar esse troço ainda. Pra ser sincero, nunca tive nem muita curiosidade. Mas pelo visto terei que aprender.
Abraços

LuCordeiro disse...

Repito o que disse o Brasileiro.Ainda não encarei o Twitter pq daqui a pouco a internet me engole se eu bobear.Essa coisa vicia,deusdocéu! Mas o Hunger Site eu visito sempre para clicar.Afinal,não custa ser solidária.
Bjs,amigo.