Pesquisar neste blog e nos da lista

terça-feira, junho 02, 2009

Outra Carta Aos Senadores

Senado1a[4]

Estou cada vez mais animado em cobrar dos senadores sobre a CPI da Petrobrás. Sugiro que você, caro leitor, faça o mesmo. Aqui você encontra os e-mail de todos eles. E aqui minha carta de hoje:

Sem quórum, a base governista conseguiu adiar a instalação da CPI. Me desculpem, excelências, mas, pelo visto, o respeito aos eleitores é muito menor do que o fisiologismo que rege os componentes do Senado.


Quando os senhores são criticados, saem à mídia culpando a imprensa e a desinformação e má vontade do público. Mas, respondam, com pureza de alma: os senhores, por um acaso, estão lá interessados no que seus eleitores pensam?


Na semana passada mandei-lhes um e-mail referente à CPI e somente um senador dignou-se a responder e, mesmo assim, com resposta automática e evasiva. Desta vez sei que nem ele deverá responder, mas ontinuo divulgando na internet cada uma das correspondências que lhes envio, assim outros brasileiros poderão se animar a também se manifestarem ou, isso me bastaria, perceberam o quanto nossa vontade e nossas reivindicações nada valem no Senado Federal.


Os senhores podem reclamar da imprensa e dos eleitores, mas não podem negar que cada brasileiro, com excessão dos venais e partidários, tem razão de sobra para reclamar de voccas excelências.


Seria tão bom que passassem a nos respeitar e fizessem seu trabalho om lisura e independência, ao invés de se acobertarem e aos desmandos e inépcia dos administradores da Petrobrás e da Nação.


Aguardamos o dia em que os senhores resolverem nos representar de fato e não apenas de direito.

Atualização:

Respondeu o senador Sérgio Guerra, PSDB-PE, ao primeiro e-mail (resposta burocrática, mas resposta):

Acuso o recebimento de sua mensagem eletrônica e informo que estou atento ao assunto. Cordialmente, Senador Sérgio Guerra

Responderam a este e-mail os senadores Raimundo Colombo, DEM-SC, e Álvaro Dias, PSDB-PR:

Caro Marcos,

A oposição está se esforçando ao máximo para viabilizar as investigações sobre os desmandos na Petrobrás. Assinei o requerimento de criação e, embora não participe da Comissão, acredito que os Senadores que foram designados têm capacidade para levar adiante à questão. óbvio que a força governista é enorme. Tento responder ao máximo a todos os eleitores que me escrevem, pois respeito cada voto e acredito na democracia, inclusive na sua faceta de comunicação digital (como estamos fazendo agora), mas nem sempre consigo responder tudo. De qualquer forma, obrigado pelo contato e por expressar abertamente sua opinião.

Raimundo Colombo

www.senadorcolombo.com.br


Realmente,meu prezado Marcos Pontes,a CPI não foi instalada.Os governistas, conforme já era previsto, estão fazendo tudo para sabotar os trabalhos e impedir que a Comissão investigue a fundo a má administração dos petistas na empresa e os atos de desonestidade que tem levado a Petrobras,uma empresa séria e emblemática,ao noticiário policial da imprensa brasileira.Mas nós da oposição estamos atentos e não vamos ficar de braços cruzados diante das manobras espúrias,como aconteceu ontem quando não foi possível instalar a CPI face a manobras dos governistas. A este respeito fiz um pronunciamento conforme está na nota abaixo da Agência Senado.

Cordialmente,

Alvaro Dias

www.senadoralvarodias.com
Blog: www.blogalvarodias.com

Alvaro Dias critica falta de quórum para instalação dos trabalhos da CPI da Petrobrás

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) criticou a postura da base do governo, que teria trabalhado pela falta de quorum e impedido a instalação dos trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras. Na reunião, ocorrida na tarde desta terça-feira (2), deveriam ser escolhidos o presidente, o vice-presidente e o relator da CPI.

- Não há justificativa para esse comportamento. Está ocorrendo um desrespeito à minoria, à praxe estabelecida e à tradição existente. O governo quer indicar a presidência e a relatoria. Não abre mão de ser maioria e tenta dominar de forma absoluta a CPI - afirmou.

Alvaro Dias disse não querer acreditar que a atitude adotada pela base governista seja parte de uma estratégia para a obstrução dos trabalhos da comissão. Por mais forte que seja, afirmou, o governo não tem o direito de cercear a oposição no cumprimento do seu dever de fiscalizar os atos do Executivo.

- Se a maioria do governo adotar a estratégia de obstrução, a oposição terá instrumentos para reagir, seja com medidas judiciais, quem sabe; ou estabelecer procedimentos internos que estabeleçam o fato consumado. Desistir de investigar, jamais. A oposição vai investigar denúncias não contra a Petrobras, mas contra a atual gestão da empresa, que é temerária e preocupante - garantiu.

Em aparte, o senador Antônio Carlos Júnior (DEM-BA), que chegou a ser cotado para presidir a CPI da Petrobras, disse:

- A base do governo quer estrangular a CPI, transformá-la em CPI de mentira. Isso nós não vamos permitir - disse.

Em seguida, Alvaro Dias reiterou que a investigação de denúncias contra a Petrobras não prejudica o funcionamento da estatal, uma das maiores petrolíferas do mundo.

- Investigar corrupção, denunciar corrupção não compromete investimento. O que pode comprometer é a corrupção, o superfaturamento de obras, a concessão de aditivos irregulares, a distribuição de patrocínios de forma escusa. A Petrobras financia o Canecão, no Rio de Janeiro, com sete milhões e 500 mil reais por ano. Não sei a razão desse patrocínio - disse.

Antes de concluir o seu pronunciamento, o senador pelo Paraná afirmou:

- A oposição, que é responsável, séria e pensa no país, quer contribuir inclusive com o governo ao denunciar falcatruas. A CPI é a favor da Petrobras, a favor dos brasileiros e quer ser de Lula, embora ele não deseje - disse.

Da Redação / Agência Senado

De 81 senadores, apenas três responderam aos dois e-mail, todos da oposição. Embora a oposição tenha minoria no Senado, está ganhando de três a zero dos governistas, me fanzendo concluir o que já sabia: a situação é prepotente o suficiente e sem argumentos aceitáveis para dar-se ao trabalho de responder a qualquer cidadão.

Se vierem outras respostas, os manterei informados.

©Marcos Pontes

6 comentários:

Carlos Emerson Jr. disse...

Eu nunca vi utilidade nenhuma no Senado Federal, a não ser servir a uma elite política que vai se perpetuando através dos anos.
Hoje em dia nem isso: os senadores servem a si próprios.
Precisamos mesmo de um sistema bicameral ?

Blog do Marllon disse...

Como já disse em outros blogs,eles fazem isso por que nós,o povo damos confiança.

neto disse...

É isso, Marcos!
Mesmo lembrando que em outras ocasiões eu também havia enviado e-mails a alguns senadores mostrando minha repulsa aos atos deles por conta dos escândalos, novamente você me incentivou a enviar-lhes mais um.

Acompanhando, veremos realmente se nesse 'buraco negro' existe luz - ou saida.

Abraços

Mågö Mër£îm†™ disse...

Eu tenho medo de falar sobre politica...dizem que sou radical demais... até mesmo o vereador do bairro onde mora diz isso... sou atento, atualizado e um severo critico... eu leio pouco atualmente sobre isso... só que meu medo é grande que esse governo se mantenha...com a Dilma... pena nosso povo num saber votar... francamente... nosso povo num sabe quase nada... um abraço!

Bea - Compulsão Diária disse...

Você tá animado? que bom. Simal de que há esperança. Mas, com Rena Calheiros presidindo a CPI, vc continua assim?
Ele respondeu?;))
Beijos

Neto disse...

Ótimo!

Ao menos, se deram o trabalho de responder.

Vamos continuar firmes aqui!
Bom trabalho!