Pesquisar neste blog e nos da lista

quarta-feira, agosto 03, 2005

>- Sai da frente! Carne de burro não é transparente!
- Nem anta tem visão de raio-X!


Hoje o post é dirigido. O professor de Português pediu que os alunos da oitava série fizessem uma crônica sobre um de seus professores. Depois de receberem suas redações corrigidas alguns pupilos que escreveram a meu respeito me mostraram como me viam. Lógico que são fantasias e a maior parte das narrativas são fictícias, mas me diverti muito. Pra quem quiser me conhecer melhor:

Da Jainara:
"Um professor louco! Mas legal.

Um professor chamado Marcos Pontes é um admirador meu. Ele é uma pessoa chata, irritante, pirracenta, mas não tem jeito, todos gostam dele.

Ele não dá aula como os outros professores (tirando o ... e o ...) que dão aulas chatas quando todos dormem, babam e não aprendem nada.

O Marcos é igual a uma criança, mas odeia choro e grito de criança. Em quase todas suas aulas ele joga apagador, giz, cinto nos alunos (logico que não acerta nem dói).

Um dia, na 7ª série, ele estava explicando um assunto e uma colega minha começou a rir sem parar. O Marcos disse:

- Você vai sair da sala...

E ela:

- Não, Marcos, por favor. He, he, he, he, he, he!

- Menos um ponto!

- Não, prof... he, he, he!

E ele disse:

- Vai beber água. E menos outro ponto!

Quando ela voltou pra sala não agüentou e passou a rir sem parar, então todos os alunos começaram a rir e, conseqüentemente, o professor caiu na gargalhada."

Da Atanaeli:
Tio Barriga

Eu gosto muito de todos os professores da minha escola, mas, em especial, do professor de Matemática por sua forma de ser, pensar, ensinar e cuidar dos alunos. Ele é muito importante, alegre e idiota. A cada dia descubro mais uma de suas qualidades.

Seus únicos problemas são o cigarro e a barriga que a cada dia aumenta mais. Seu vício faz com que sua saúde fique mais fraca a cada dia.

Ele tem uma forma de ensinar muito moderna, tem um ponto de vista ótimo que nos faz querer aprender. Todo professor deveria ter um pouco de sua experiência.

Ele é muito besta! Tem uma mania de querer jogar apagador em mim.

Sem dúvida Marcos é um excelente professor e que dá o máximo de si para que seus alunos tenham sucesso na vida."

Do Danilo:
"Ai meu boné

Certo dia meu colega Wilson chegou na escola com um boné, dizendo que havia custado R$ 150,00. Ele ficou mostrando-o para todos. Na mesma hora o professor Marcos entrou na sala, deu bom dia, e num só movimento pegou o boné de Wilson. Meu colega ainda tentou revidar, mas já era tarde... Marcos já estava com seu boné.

Marcos foi pra casa com o boné de Wilson, com o pensamento de devolvê-lo no dia seguinte, mas, quando ele menos esperava, um garoto de rua pegou o boné e saiu correndo.

No outro dia Marcos contou pra Wilson o que tinha acontecido. Quando terminou a aula Wilson foi para casa e viu seu boné com o garoto e então resolveu reavê-lo. O menino, que era maior que Wilson, bateu tão forte nele que ele nunca mais usou boné.


Do Matheus:
Marcão

Um dia desses, estava na minha aula de Matemática quando o ilustre professor Marcos nos cortou no meio de uma piada.Um horror! Justo ele, Marcão-que-conta-piadão, estragava os nossos prazeres e nos deixava sem graça alguma. Protestos Gerais (com G maiúsculo. Até um indivíduo que estava passando no corredor reclamou). Marcão se irrita e aplica um testículo. Resultados? Horríveis! E o pior, tudo por uma piadinha.

Cansados de sermos oprimidos e impedidos de nos divertir às custas dele, decidimos fazer uma enquete:

- Qual seria uma boa forma de nos vingar dele?

Parece que alguém propôs uma ótima forma: apelidando-o. Mas como? Bem, já que ele estraga "nosso prazer": Marcão-estraga-prazeres. Mas que esse não rimou (conseqüentemente não vingou), criamos a melhor rima da zoação, o indefectível:

MARCÃO-ESTRAGA-TESÃO!


Da Amanda:
"O Professor E Sua Importância

Assisti a um filme que me fez pensar em mim e nas pessoas que estão ao meu redor: "Sociedade Dos Poetas Mortos", é um filme incrível! E retrata a convivência entre alunos e professores. Existem vários tipos de professores. Cada um com suas características físicas e pessoais. Alguns se preocupam conosco, enquanto outros... Nem vamos falar.

Um professor de quem gosto bastante é o Marcos Pontes. Admiro-o muito. Ele é brincalhão e nas suas aulas nós estudamos e sempre nos divertimos. Gosto bastante de suas aulas. Apesar de não ser boa em sua matéria. Não sou muito fã de Matemática. Mas nos divertimos com o Marcos."

Por fim, da fantasiosa Bruna:
A História de Marcos

Todo mundo conhece o professor Marcos de Matemática. Ninguém sabe, porém, de sua história, que é a seguinte:

Marcos nasceu de uma família muito tradicional, com todas as regalias possíveis que uma boa família poder vir a dar. Assim viveu até os dez anos, porque foi nessa idade que sua mãe descobriu a PESTE que tinha em casa e que ninguém agüentava mais aquilo. Então seu pai resolveu mandá-lo para um internato lá na Amazônia para que ele pudesse ter bons estudos e uma boa educação. Marcos até se opôs a ir, mas não houve jeito. Foi mandado pra lá e por lá ficou esquecido por 9 anos, estudando e tendo boa educação.

Depois de sair do internato ele tornou-se uma pessoa, por incrível que pareça, muito inteligente. E resolveu dar aulas de Matemática e Física. Aí esse professor passou a ser conhecido como "Marquitos do Bole-bole" ou "Marquinhos das Candongas"

Marcos até hoje é uma PESTE. Ninguém nunca viu coisa igual. Mas temos notícias que seus alunos estão fazendo uma prece ao Santo Pai para ver se Ele cura o coitado do professor, já que os macacos não deram jeito. Enquanto isso não acontece ele dá suas aulas e tem, novamente, uma vida normal.


Para vocês pode não ser, mas pra mim é divertidíssimo.

Um comentário:

Amauri disse...

Cara, achei seu blog por acaso, mas achei muito legal esses textos dos seus alunos. Queria ter o dom para ser professor assim. Parece que você é bem sucedido na sua profissão. Eu, se fosse professor, ficaria muito feliz e satisfeito com os resultados do meu trabalho se lesse textos assim dos meus alunos.

Parabéns, e continue ensinando-os não só a resolverem problemas aritméticos, mas também a serem pessoas bem-resolvidas =]